terça-feira, 22 de maio de 2012

5º dia #NovenaDePentecostes: A Catequese de Jesus sobre o Espírito Santo


Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo João, cap. 14, versículos de 12 a 17.

Reflexão Catequética

Jesus Cristo é o portador definitivo das boas novas da Revelação. Anuncia-nos com autoridade que Deus é Pai, que Ele e o Pai são um e que o Espírito Santo é o “outro Paráclito” que haveria de vir para dar testemunho dele. Nos capítulos 14, 15 e 16 do Evangelho de São João, especialmente, Jesus expõe aos seus discípulos uma nova e esclarecedora catequese sobre o Espírito Santo. Refere-se a Ele, pela primeira vez, como a alguém, como a uma Pessoa. Explica-nos o novo modo como essa Pessoa Divina estará em nosso meio, e qual a essência de sua missão: estará conosco eternamente; e não só conosco, mas em nós (Jo 4, 15-17); ensinar-nos-á todas as coisas e nos recordará tudo o que Jesus nos disse (Jo 14,26); dará testemunho, não de Si mesmo, mas de Jesus (Jo 15,26); e que - era verdade-convinha a nós que Ele (Jesus) voltasse para o Pai, porque, assim, o Espírito viria para estar conosco e nos convenceria a respeito do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16, 7-8); e que Ele nos conduziria à completa verdade, pois não falaria de Si mesmo, mas tomaria daquilo que ouvira do próprio Cristo, e o glorificaria! (Jo 16, 13-14).

Antes de sua ascensão, Jesus ainda nos fará outras revelações a respeito da Pessoa do Espírito Santo. Mas, daquilo que já disse até aqui, podemos compreender com mais clareza que:

a - O Espírito Santo é uma Pessoa; misteriosa, divina, mas uma Pessoa;
b - é necessária a Sua vinda para a continuação da obra da salvação iniciada por Jesus,
sobre quem Ele testemunhará;
c - não estará mais apenas conosco, mas em nós;
d - e não por pouco tempo, mas eternamente;
e- por Ele teremos acesso à verdade sobre o Cristo, de quem Ele recordará eternamente
as palavras e os feitos...

Além dessas novidades apontadas por Jesus a respeito do novo modo de O Espírito Santo estar presente entre nós após a sua partida, temos um outro elemento que é de fato fundamental para o entendimento do significado de Pentecostes. E um dos textos-chave para esse entendimento é o que nos oferece o Evangelho de João no seu capítulo 7, versículos de 37 a 39, quando diz: “No último dia, que é o principal dia de festa, estava Jesus de pé e clamava: ‘Se alguém tiver sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva’ (Zc 14, 8; Is 58, 11). Dizia isso, referindo-se aos que cressem nele, pois ainda não fora dado o Espírito, visto que Jesus ainda não tinha sido glorificado.”

Oração 

A - Vem, Espírito Santo, e santifica-me.
Vem, Espírito de Verdade, e enche-me de ti.
Que a tua sapiência divina me instaure na Verdade.
B - Eu desejo que a Verdade reine na minha mente, nas minhas palavras, nos meus afetos,
nas minhas ações, evitando tudo o que lhe seja contrário, não só a mentira, senão também
a dissimulação, a duplicidade, a falta de sinceridade.
A - Vem, Espírito de paz, e dá-me a tua paz, a paz profunda que dilata a alma e a torna
apta às tuas operações; a paz que acalma e domina todo o sensível;
B - Vem, Espírito de caridade, faze-me tão inflamado de teu amor, que o faça transbordar
sobre as almas que eu desejo levar a ti.
A - Ó Divino Espírito, trasnsforma-me em amor.
Só assim poderei responder plenamente a teu convite, a ser útil à Igreja.
B - Ó Espírito da Verdade, faze-me conhecer o Verbo, ensina-me a lembrar-me sempre de
tudo quanto ele disse.
A - Ilumina-me, guia-me, torna-me, conforme Jesus, em outro Cristo , comunicando-me as
suas virtudes,
B - sobretudo paciência, a humildade, a obediência.
T - Faze-me participar da tua obra redentora.
Faze-me entender, e amar a cruz.

DIVINO ESPÍRITO ( Paulo VI)

Ó Espírito santo!
Daí-me um coração grande,
aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora;
fechado a todas as ambições mesquinhas;
alheio a qualquer desprezível competição humana;
Compenetrado do sentido da Santa Igreja!
Um coração grande, desejoso de se tornar
semelhante ao coração do Senhor Jesus!
Um coração grande e forte, para amar a todos,
para servir a todos, para sofrer por todos!
Um coração grande e forte para superar
todas as provações, todo tédio, todo cansaço,
toda desilusão, toda ofensa!
Um coração cuja felicidade é palpitar
com o coração de Cristo, e cumprir humilde,
fiel e virilmente a vontade do Pai.
Amém